Voltar para a Home Page

Glúteo

A anestesia: Peridural.

Tempo de Internação: um dia.

Duração da cirurgia: cerca de uma hora.

O que acontece no dia seguinte?
O paciente pode sentar, caminhar, tomar ducha. Pode existir dor de média à forte intensidade, que é facilmente evitada por analgésicos apropriados.

Dreno: O dreno é necessário para evitar coleções líquidas na incisão, e é mantido por 48 horas.

Local da incisão e da cicatriz: A incisão é feita entre as duas nádegas, ficando, portanto totalmente escondida quando o paciente está de pé.

Decúbito: O paciente deve manter o decúbito ventral (boca para baixo) ou lateral, por sete/dez dias, evitando assim pressão direta sobre a prótese.

Local aonde vai a prótese: Dentro do maior músculo da região, chamado glúteo maior. A prótese é colocada exatamente no meio do músculo, o que consegue mascarar a presença de uma prótese.

Alta hospitalar: O paciente sai da clinica em 48hs, podendo realizar viagens de carro ou avião.

A primeira semana pós-cirurgia: Após retornar à sua casa, na primeira semana o paciente deve manter repouso relativo. Não é necessário repouso no leito, podendo caminhar e sentar ainda com um pequeno desconforto.

Retorno às atividades: A maior parte dos pacientes consegue voltar ao trabalho em torno de dez dias; nesse dia o paciente já pode guiar carros e voltar a uma atividade de trabalho que não exija grande esforço físico.

Tempo de durabilidade das próteses: As próteses fabricadas atualmente têm previsão de durabilidade de cerca de 20 anos, ou mais.

Ao sentar: Não se sente sobre a prótese, uma vez que ela é localizada nos 2/3 superiores da nádega e o peso do corpo na posição sentada é descarregado sobre o terço inferior.

Cuidados há longo prazo: Nenhum cuidado especial é necessário com as próteses há longo prazo. O acompanhamento da condição das próteses pode ser feito através de uma simples avaliação por ultra-sonografia.

Interferência na vida pessoal: Não há restrição física após a recuperação, que dura cerca de dois meses.

Injeções nos glúteos: É contra-indicada a injeção intramuscular quanto se usar a prótese glútea. Porém, é importante lembrar que não existe nenhuma injeção que deva ser dada ao paciente em estado inconsciente quando da sua chegada a uma unidade de emergência.

Naturalidade dos resultados: Muitas pacientes casadas escondem até mesmo do marido que têm prótese, alegando terem feito enxertia de gordura. É muito difícil apalpar a prótese, e mais ainda é difícil “vê-la”.

Tipos de prótese existentes: Pode ser redonda ou oval. As próteses redondas projetam mais o bumbum, e as próteses ovais são mais usadas para modelar e preencher. O tamanho das próteses varia de 180ml até 350ml.

Possibilidade de associação com outras cirurgias: Nenhuma operação da parte da frente do corpo deve ser realizada com a prótese glútea, exceto lipoaspirações de pequena monta.

É possível associar cirurgia de lifting glúteo, lipoaspiração, tratamento de retrações glúteas ou até mesmo enxertar gordura para ajudar a finalizar a modelagem.